quinta-feira, 19 de março de 2009

A "dona" do samba vem ao ES

O samba nunca esteve tão atual. A prova disso são os inumeros novos artistas que a cada dia se fascinam ao conhecer a raiz desta vertente musical embalada pelos tambores, pela malandragem e pela sensualidade. Com isso, ele, o samba, se reinventa e apresenta novidades, mesmo quando misturado a elementos eletrônicos. O fato é que sem dúvida estamos vivendo em uma época de resgate, frente há tempos de descaso com as origens do povo brasileiro. Reflexos de uma cultura de massa onde seres humanos são disntinguidos através de sua cor, sua etnia ou simplesmente, pela sua condição social.
É por essas e outras que é importante valorizar a sua terra, sua origem, seu passado. Agora, sejamos diretos, O contexto tem o prazer de informar que nesta quinta-feira (18) uma senhora que faz parte da história da música brasileira e do samba de raiz fará um show na Serra, e detalhe, de graça. Ela é Ivone Lara da Costa, conhecida como a Dona Ivone Lara.
Essa tal dona, cantora e compositora, nasceu no dia 13 de abril de 1922, no Rio de Janeiro. Perdeu a mãe aos três anos de idade e o pai aos 12. Assim, foi morar com seus tios e com eles conheceu o samba e o cavaquinho. Ao lado do primo, conhecido como mestre Fuleiro, Ivone teve aulas de canto com Lucília Villa-Lobos, esposa de ninguém menos do que o maestro Villa-Lobos, de quem recebeu elogios.
Enfermeira com especialização em Terapia Ocupacional, foi assistente social em hospitais psiquiátricos até se aposentar em 1977. Aos 25 anos, casou-se com Oscar Costa, filho do Alfredo Costa, presidente da Escola de samba Prazer da Serrinha. Lá, conheceu alguns compositores que viriam a ser seus parceiros em canções, como Mano Décio da Viola e Silas de Oliveira. Ivone compôs o samba que se tornou hino da Escola, chamado “Nasci para Sofrer”.
Símbolo da ancestralidade africana, Ivone Lara foi a primeira mulher a assinar um samba enredo. Após aposentada, passou a se dedicar à carreira artística, e sua produção faz parte da história da música nacional. Entre os intérpretes que gravaram suas composições destacam-se Clara Nunes, Roberto Ribeiro, Maria Bethânia, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Paulinho da Viola , Beth Carvalho, Mariene de Castro e Roberta Sá.
Dona Ivone Lara estará no município da Serra nesta quinta-feira (19), a partir das 20h. O show acontece na praça da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição. A vinda da cantora e compositora faz parte da comemoração dos 160 anos da Insurreição de São José do Queimado.

2 comentários:

Rodrigo disse...

mto boa a materia ....o samba tem q entra mais no nosso cotidiano ....e nada melhor q essa festa maravilhosa q acontece hj .....parabens pela mateira Andre

Raabe disse...

Grande responsabilidade mesmo a "dona" no resgaste das raízes de nossa cultura brasileira, que é rica demais né,sem dúvidas! E sempre tem que ser lembrada e homenageada pela sua resitência e dedicação!!
Parabéns Guerreiro!!Vc tb mto dedicado! Receba meus parabéns!